Cursos realizados em diversos estados permitem o aprimoramento da gestão de unidades estratégicas da Polícia Civil e Científica do Tocantins.
Fonte Cláudia Santos e Priscila Cadore/Governo do Tocantins

Durante esta semana, gestores da Secretaria da Segurança Pública do Estado do Tocantins participam de capacitações que ocorrem em Brasília e em São Paulo. As atividades devem promover o aperfeiçoamento nos serviços prestados à população pela Secretaria.

Seminário de Atividades de Inteligência e Enfrentamento às Organizações Criminosas em Brasília tem participação de gestores da SSP TO.

Em Brasília, o Superintendente de Segurança Integrada da SSP, Servilho Silva de Paiva, e o Diretor de Repressão à Corrupção e ao Crime Organizado (DRACCO), Evaldo de Oliveira Gomes, estão no Seminário Internacional “A Atividade de Inteligência e o Enfrentamento às Organizações Criminosas”. Um dos palestrantes no evento é o Ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Luis Roberto Barroso.

Para o Diretor da DRACCO, o seminário permite a oportunidade de discutir e trocar experiências com a Polícia Federal e as Polícias Civis dos demais estados da federação. Além disso, “traz à baila duas áreas muito importantes da atuação da Polícia Judiciária, que são a inteligência policial e o enfrentamento ao crime organizado”, considerou Evaldo.

Também na capital federal, o Diretor de Políticas de Segurança, Marco Aurélio Giralde, representa a Secretaria Estadual no “Seminário de Boas Práticas em Tecnologia da Informação voltadas à Segurança Pública”, promovido pela Secretaria Nacional da Segurança Pública, nesta segunda e terça-feira, 19 e 20.

Além da exposição de projetos pelos estados participantes, estão sendo divulgadas aplicações e plataformas tecnológicas do governo federal para área. “Fomos apresentados ao software SINESP Georreferenciamento, que possibilita o atendimento e despacho de ocorrências policiais, rastreamento de viaturas, estatísticas criminais, monitoramento de câmeras e tornozeleiras eletrônicas e outros serviços de integração de dados e sistemas para aprimoramento, celeridade e efetividade das ações policiais, e que já está disponível de forma gratuita a todos os estados brasileiros interessados em utilizá-lo”.

Já em São Paulo, a Diretora de Papiloscopia da SSP, Naides Cesar Silva, e os papiloscopistas André Gomes, Josimeiry Galvão Veloso Guimarães, Vania Alves Pinto e Halan Heverton dos Santos Nobre participam do XV Congresso Brasileiro de Identificação (CBI). O evento ocorre nesta terça-feira, 20, e quarta-feira, 21, e tem o objetivo de promover o intercâmbio de serviços e informações específicas relacionadas à papiloscopia.

Papiloscopistas do Tocantins participam de Congresso Brasileiro de Identificação em São Paulo.

Cursos finalizados

Raimunda Bezerra, diretora de polícia do interior, representando a Delegacia-Geral da Polícia Civil do Tocantins no Conselho Nacional dos Chefes de Polícia em Salvador.

Na semana passada, a Diretora de Polícia do Interior, Raimunda Bezerra de Souza, representando o Delegado-Geral da Polícia Civil do Tocantins, Rossílio de Souza Correia, participou da 54ª Reunião Ordinária do Conselho Nacional dos Chefes de Polícia Civil (CONCPC). O encontro reuniu os chefes das polícias civis dos Estados brasileiros e do Distrito Federal e foi realizado entre os dias 14 e 16, em Salvador.

Além das tratativas de gestão, no último dia do Encontro, os chefes de polícia assistiram a palestras e participaram de debates, que passaram por temas acerca de diretrizes administrativas e de valorização institucional da classe de polícia judiciária no Brasil, estratégias de inteligência e no enfrentamento ao crime organizado.

Também a Polícia Científica do Tocantins esteve representada na 1ª Edição do Curso “Perícia: Gestão Estratégica”, realizado pelo Ministério da Justiça e Segurança Pública em Manaus/AM, entre os dias 13 e 16 de agosto. Participaram do evento, que abordou temáticas como Gestão Estratégica, Orçamento e Execução de Recursos, Gestão de Pessoal e Lideranças e Gestão Pericial, as peritas tocantinenses e diretoras de Perícia Criminal e de Medicina Legal da SSP, Dunya Wieczorek Spricigo de Lima e Georgiana Ferreira Lemos, respectivamente.

“Para que possamos atender com eficiência uma nova política de gestão da Segurança Pública no Tocantins, baseada em evidência e focada em resultados, a capacitação e o aperfeiçoamento profissional de quem conduz as unidades que compõem a pasta é essencial. Além disso, pudemos trazer novas experiências de instituições federais e estaduais na área, possibilitando inovar, mas também mostrar o quanto estamos também avançados tecnicamente no Tocantins”, ressaltou Dunya Wieczorek.

Fotos: Divulgação Secretaria da Segurança Pública.


Compartilhar:

Deixe seus Comentario