Povo Karajá é a etnia com o maior índice de tentativas de suicídio entre os jovens indígenas.

Fonte Prefeitura de Palmas

Profissionais da Gerência de Saúde Mental de Palmas e a Gerência de Educação Indígena do Estado promoverão nesta quinta-feira, 11, às 14h, uma palestra para os 139 professores indígenas de sensibilização sobre o suicídio entre jovens.

Preocupada com o aumento significativo de tentativas de suicídio entre jovens indígenas, a representante da etnia Karajá, Waxiy Maluá Karajá, solicitou este momento para debater o tema com os professores indígenas.  O evento ocorrerá no auditório do Colégio Militar de Palmas.

A atividade contempla o Plano de Ação para a Prevenção do Suicídio e Automutilação da rede de saúde de Palmas e segue as recomendações da agenda estratégica de prevenção ao suicídio do Ministério da Saúde lançado no ano de 2017-2020.

Para a Gerente de Saúde Mental da Capital, a psicóloga Dhieine Caminski, Palmas sai na frente desenvolvendo ações concretas e claras no enfrentamento aos danos e riscos do comportamento suicida. “Estamos elaborando o Plano Municipal de Prevenção à Automutilação e Suicídio na Adolescência, que tem o objetivo de estabelecer ações intersetoriais de prevenção dos agravos diante desse fenômeno pouco compreendido pela sociedade. Buscamos trabalhar em ações articuladas com outras secretarias, onde se busca estabelecer ações de proteção à vida, construção de projetos e planos de curto, médio e longo prazo, trazendo às crianças e adolescentes, a saúde mental em seu sentido integral”, pontua a gerente.

A psicóloga responsável pelo Plano Municipal de Prevenção da Automutilação e Suicídio, Leny Carrasco, esclarece que o evento é mais uma oportunidade de fornecer subsídios teóricos sobre o tema respeitando à diversidade cultural, na qual se inscreve diferentes maneiras de ser, de estar e de significar o mundo. “Queremos fornecer informações que possam fazer as pessoas repensarem suas práticas, principalmente ao que tange a desconstrução da ideia de que este problema é apenas uma questão de saúde”, observa.

Aproveitando a ocasião, será executado o projeto de pesquisa sobre a Representação Social a respeito do suicídio para o povo Karajá, levando em consideração ser a etnia com o maior índice de tentativas de suicídio entre os jovens indígenas.

Foto:Imagem retirada do endereço: http://pportalparamazonia.blogspot.com/2016/05/como-vivem-os-indios-karaja.html


Compartilhar:

Deixe seus Comentario